Proposta

Ajudar a criança a encontrar seus recursos interiores para lidar com os desafios que se apresentam nos vários estágios do seu desenvolvimento;

Dar suporte para que possa adquirir a confiança necessária em si e em suas relações com o mundo.

“Escutar” o que a criança tem a comunicar sobre os elementos que necessita para organizar seus conflitos e se equilibrar (a criança conta de si através de símbolos que são despertados por materiais lúdicos, brincadeiras e jogos).

Proporcionar um espaço protegido no qual a criança possa sentir, escolher, fantasiar, entrar em contato com seus potenciais e possíveis conflitos. Favorecer a expressão de tais conteúdos, assim como a elaboração dos mesmos.

Auxiliar a criança e os pais e/ou cuidadores, quando algo não está bem no desenvolvimento emocional ou social da mesma;

Integração terapêutica juntamente com pais e a escola.


Estrutura de atendimento

Psicodiagnóstico

É composto por cerca de 8 a 10 sessões, visando entender e avaliar psicologicamente as queixas trazidas, através de uma leitura que contemple o histórico da criança, ambiente familiar , relacionamentos inter- pessoais e sua vida escolar.

Uma vez concluído o psicodiagnóstico, dá-se o feedback à família e à criança (entrevistas devolutivas), assim como  os encaminhamentos necessários.

Dentre os encaminhamentos muitas vezes esta a chamada ludoterapia , ou seja, a terapia através do brincar.

Ludoterapia

A ludoterapia é o tratamento psicoterápico voltado à crianças , que visa facilitar sua expressão no mundo, o contato com suas questões e o enfrentamento de seus desafios. A criança se revela o tempo todo através de suas ações, mas especialmente de seu brincar. É nele que ela transpõe obstáculos, enfrenta seus medos, realiza a magia de suas fantasias.


Benefícios

Através deste processo a criança tem a possibilidade de ir tornando-se mais independente e capaz para fazer escolhas dentro do período biográfico que se encontra;

Aos poucos vai encontrando sua própria maneira de se posicionar no mundo e compreendendo que há várias maneiras de se relacionar com “este mundo”;

Atinge maior equilíbrio e tranqüilidade em suas relações interpessoais.

Começa a vivenciar e acreditar em seus próprios recursos interiores;


Profissional:

Ana Paula B. G. de Camargo
Psicóloga

Formada em Psicologia pela Universidade Metodista de Piracicaba.
Especialização em Psicologia Analitica coligada as técnicas corporais pelo Inst. Sedes Sapientiae.
Experiência de 20 anos em atendimentos com abordagem Junguiana.
Fone: 11 99320-5517
apbgcamargo@uol.com.br

 

 Sámara Lopes NInahuaman

Psicóloga

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.