Crenças limitantes, o que são e como transcendê-las?

Crenças limitantes, o que são e como transcendê-las?

Crenças limitantes, o que são e como transcendê-las?

As crenças são como leis de atração, o que você acredita como sendo verdade, acaba se tornando realidade

Uma crença limitante é aquela que decorre de pensamentos e ideias que você ouviu, viu ou concluiu no decorrer da sua vida, inconsciente ou não, mas que absorveu como verdade absoluta e acaba limitando nossos potenciais de autorrealização.

As nossas atitudes são resultantes de nossas crenças, e é justamente por isso que muitas pessoas agem de formas diferentes em situações idênticas.

As crenças limitantes são conclusões de que aquilo que você crê, logo, se torna real e vira sentença ad infinitum, por exemplo:

“Se você crê que a vida não é fácil, ela não será fácil.”

Esse fenômeno de atração – crença x resultado – acontece porque você está conectado com esta “pseudoverdade” e a vida te trará situações que sejam compatíveis com esta vibração e que confirmem a sua crença dizendo que você estava certo(a) neste modo de pensar.

Conecte-se com aquilo que você realmente quer para a sua vida

Quando nascemos, somos como um quadro de pintura em branco. Os sentimentos e atitudes de nossos pais durante a gestação, a educação, a cultura, a sociedade em que crescemos, a convivência com os amigos e outros, vão preenchendo o quadro com pinturas especificas de ideias, comportamentos, atitudes e, principalmente, crenças.

Todos os estímulos recebidos na primeira infância ficam registrados neste quadro, que se torna uma lente com a qual o indivíduo enxergará o mundo e fará de tudo para perpetuar esta sentença na vida que segue.

Revisitar as suas vontades essenciais e projetos de vida e, ao mesmo tempo, observar se existem pensamentos recorrentes que limitam a expansão na vida é uma boa forma de identificar as crenças limitantes. E a partir daí, começar o processo de desidentificação.

Onde você coloca sua atenção? Saiba que onde está sua atenção está sua energia e poder.

Acesse nosso artigo, mais detalhado a respeito desse assunto, através do link: https://mauriciobastos.art.br/onde-voce-coloca-a-sua-atencao-foca-no-foco/

Reconhecer as crenças que nos limitam é desenvolver autoconhecimento, ampliar a percepção das situações da vida e, assim, sair do automatismo nas atitudes e desenvolver uma vida plena e abundante.

A prática da auto-observação é uma ferramenta essencial para a identificação das crenças

É preciso praticar as pausas, parar e respirar profundamente por alguns minutos e colocar a atenção nos seus propósitos e perceber o quanto você está compromissada(o) com os mesmos ou o quanto seus pensamentos o impedem de expandir e de viver a plenitude (por conta das crenças limitantes).

A meditação é uma ferramenta essencial para a elevação da consciência e consequente libertação destes pensamentos nocivos.

Por que temos crenças limitantes?

Na maioria das vezes, as crenças limitantes atuam como mecanismos de defesa e repetição. É o que acontece quando, em um determinado momento de sua história, você sofreu com algum episódio específico e, agora, toda vez que este gatilho é acionado, o seu subconsciente dá um jeito de tentar não viver as mesmas questões e as atitudes tornam-se reativas e inconscientes.

Nos justificamos através das crenças limitantes, criamos “desculpas” e deixamos de agir. Estas posturas geram acomodação, grande passividade e resistência para prosseguir.

Para identificar quais são as suas crenças limitantes, lembre-se que muitas vezes é algo que impede suas atitudes, algo que você gostaria de ter feito, mas não o fez.

Qual foi a sua justificativa para não realizar esta atividade que você gostaria muito? Reflita se esta atitude foi baseada em uma crença limitante ou não.

Crenças pessoais e hereditárias

Crenças limitantes, o que são e como transcendê-las?São as crenças criadas a partir da experiência individual. Elas têm origem na infância, onde não temos recursos internos para lidar com desafios grandes, mas se transformam em sentenças verdadeiras na vida.

Se você, por exemplo, na sua infância, teve dificuldades em começar a andar de bicicleta e foi julgado e criticado por alguém, isto pode ter marcado este momento. E quando adulto, foi demitido de um trabalho ou não passou no vestibular, pode desenvolver a crença de que não é capaz e/ou não é bom o suficiente e, desta forma, terá muita dificuldade em conseguir uma conquista boa.

Se, por exemplo, na infância foi rejeitado(a) pelo pai em algum momento intenso, na fase adulta, se alguém terminou um namoro com você, pode acreditar que não é merecedor(a) de amor, logo, vai acreditar que nunca ninguém gostará realmente de você.

Frases como “você não faz nada direito”, “você deixa tudo pela metade”, “você nunca vai conseguir ninguém”, “tem que seguir o exemplo do seu irmão” e “você é burro” ficam registradas para toda a vida.

O mesmo vale para a vivência de situações que envolvem traição, brigas por dinheiro, excesso ou ausência de regras, relação com a comida e injustiças.

Também as referências de posturas agressivas, reativas, tímidas, vergonhosas, ansiosas, medrosas podem gerar padrões repetitivos na vida adulta.

Crenças sociais

São as crenças populares impostas pela sociedade, mídia, cultura e país. Alguns exemplos comuns são: “a vida só é conquistada com muito esforço e luta”, “o mundo é perigoso”, “os ricos são mais felizes” e “você só será aceito se for magro”, etc.

As vivências e experiências com pessoas significativas em seu círculo social também podem te influenciar e criar crenças limitantes, por exemplo: ao descobrir que um grande amigo seu foi assaltado em um determinado lugar, você toma como verdade absoluta que aquela localização é extremamente perigosa, decidindo não frequentar mais.

Medo do fracasso

A crença no fracasso é tudo aquilo que você utiliza como desculpa para deixar de fazer algo, quando deixa de tomar determinada atitude, por medo de falhar, ou até mesmo por preguiça de enfrentar a situação.

Por exemplo: Aparece uma ótima oportunidade de trabalho e tem um processo de seleção, porém, de imediato, você diz que não tem os requisitos necessários para se candidatar à vaga. Na verdade, está com “preguiça” de ir atrás da papelada necessária para participar do processo seletivo e prefere não tentar porque está com receio de ser reprovado. Esta atitude demonstra a crença de “que não é bom o suficiente” e “não é capaz”.

Frases que são exemplos de crenças limitantes

  • “Eu não posso / não consigo / não sei fazer isso”;
  • “Sou muito velho para isso”;
  • “É melhor dar do que receber”;
  • “Sem trabalho duro não se consegue nada”;
  • “Os outros precisam mudar para minha vida melhorar”;
  • “Estou destinado a essa vida e a ser desse jeito porque essa é a situação da minha família e, por isso, é a minha”;
  • “O mundo está em crise, e por isso tudo está muito difícil para mim”;
  • “Não tenho jeito para isso”;
  • “Não é possível viver do que se ama”;
  • “Nunca vou conseguir dinheiro suficiente” ou “não tenho dinheiro para nada”;
  • “Só é possível ganhar muito dinheiro fazendo coisas erradas”;
  • “Não tenho tempo para nada”;
  • “Não sou bom o suficiente”;
  • “Não consigo aprender isso”;
  • “Nunca vou conseguir alcançar meus objetivos ou realizar meus sonhos”;
  • “Tudo precisa ser perfeito”;
  • “Não consigo me organizar”;
  • “Eu não mereço sucesso ou coisas boas”;
  • “Não sei como resolver esse problema”;
  • “Nunca conseguirei ser feliz de verdade”.

Percebi uma crença limitante. E agora?

Se você encontrou uma crença limitante que, geralmente, te move a repetir constantemente hábitos e posturas em sua vida, saiba que é necessário mergulhar no autoconhecimento e revisitar quem é este “EU” que atua e pensa assim? Condiz realmente com sua verdade e propósitos essenciais?

É claro que, primeiramente, você precisa querer mudar estes padrões e, para isso, vai precisar entrar em contato com os desconfortos que fazem parte da vida.

“Aquilo que resistes persiste”

Observar profundamente a qualidade de seus pensamentos e a relação que tem com eles é um caminho bem interessante. O processo de silenciar e meditar vai te ajudar imensamente. Revisitar suas vontades essenciais e nutri-las é o primeiro passo.

A vontade te trará a força para as mudanças necessárias!

Força da vontade!

A “Terapia do Ser”, conduzida pelo terapeuta Maurício Bastos, é uma excelente ferramenta para trabalhar as crenças negativas e limitantes e transmutá-las naquilo que é realmente verdadeiro e essencial em sua vida. Mas lembre-se, o primeiro passo a ser dado é você aceitar que precisa de ajuda e quer mudar. Conheça mais sobre essa terapia, acesse o link a seguir [ https://mauriciobastos.art.br/services/terapia-do-ser/ ].

“Nossas crenças se transformam em pensamentos,
os pensamentos em palavras,
as palavras se tornam ações
e estas ações repetidas se tornam hábitos.

E estes hábitos formam nossos valores
e nossos valores determinam nosso destino.”

Mahatma Gandhi

Lembre-se, você não está sozinho! Entre em contato e agende sua meditação/terapia online.

Fontes:
https://mauriciobastos.art.br/crencas-limitantes-o-que-sao-e-como-transcende-las/

Leave a Reply

Your email address will not be published.

14 − 7 =

pt Portuguese
X