Será que sabemos nos relacionar?

Será que sabemos nos relacionar?

Especial Relacionamentos: você sabe se relacionar?

Acompanhe este vídeo sobre Relacionamentos e todos os seus desafios.

Os relacionamentos podem ser usados como ferramentas de autorrealização. Porém, o amor nunca pode ser confundido com dependência emocional. O amor verdadeiro é aquele desapegado, liberto e sem co-dependências.  

Que o outro seja feliz, da forma que ele quiser, onde ele quiser, assim como você também deve ser feliz, independentemente de ter um parceiro ou não na vida! Esse é o amor genuíno e não um amor condicionado. E, se neste caminho, o outro quiser a sua companhia, será muito bem-vindo!  

Acolha o seu Ser do jeito que ele é! Primeiro se aceite, se respeite, se perdoe e, assim, terá espaço para aceitar o outro. Nunca queira no outro, o que você não tem dentro de você!  

“Autorrealização e autoconhecimento: o que vejo e me inspira no outro é aquilo que preciso mudar em mim.”

  • O oposto do amor é o poder, se isto estiver acontecendo em seu relacionamento, o amor vai minguando.  
  • O amor, assim como a vida, é impermanente. Abra espaço para o sopro, para a condição de presença, para o que é! Desprenda-se do medo, do apego e do poder. Honre a sabedoria da reciprocidade. 
  • O controle é baseado no medo, e medo é ausência. E estaremos no padrão do controle, ansiedade, stress, tristeza se agirmos no medo.  
  • A relação não pode ser baseada no controle, porque a identificação com o medo é algo patológico, que cria descrença, separação, desânimo, falta de amor! 
  • Primeiramente, precisamos nutrir nossa relação espiritual com nós mesmos.  

O encontro de almas também precisa ser nutrido, pois o desejo um dia vai embora.  Não precisa ter medo do fim, porque ele não existe. As emoções precisam circular e não podem ficar paradas. Precisa abrir espaço para a relação, espaço para o amor.  

Cuidado com o mundo automatizado, pois só podemos sentir o outro no contato presencial. As coisas precisam ser sentidas, para dar ‘sentido’ à vida. Se ‘não’ te faz sentir, por que você precisa se relacionar?  

Como sentir verdadeiramente um relacionamento, se você só fica na superfície? O quanto você está profundo na atividade consigo mesmo e com o outro? Silenciar, mergulhar no seu sentir, é o primeiro passo para abrir espaço aos relacionamentos.  

Precisamos trazer o Sagrado para todas as nossas relações, sejam elas amorosas, amigáveis ou familiares.  

O universo das relações acontece no ‘Agora’. Se durar para sempre, que assim seja verdadeiro, espontâneo e leve.     

Agende sua Terapia do Ser ou, se preferir, a Terapia Meditativa para Casais, com Maurício Bastos.

AGENDE AGORA

Leave a Reply

Your email address will not be published.

2 + treze =

pt Portuguese
X