Consciência

Consciência

A Consciência da Inconsciência... Vamos desenvolver?

A Consciência da Inconsciência…
Vamos desenvolver?

Ninguém gosta de admitir que não tem controle sobre si mesmo, sobre seus pensamentos, emoções, sentimentos e sensações. Mas a questão é que muitas de nossas decisões são tomadas totalmente pelo inconsciente.

É importante, para tal, sabermos diferenciar o conceito de controle, do conceito da consciência. Controle é a tentativa de fazer tudo do jeito que achamos o melhor, o certo e o ideal, com a expectativa de resultados pré-determinados. Consciência é viver a vida com uma percepção ampliada do que é valor, do que é propósito, de quem realmente somos, mas sem a necessidade de precisar de resultados específicos.

Fica claro a importância de ampliar a percepção e conhecimento sobre o nosso inconsciente. Dessa forma, cria-se uma maior possibilidade de escapar das armadilhas dos pensamentos, crenças, posturas e memórias negativas de nossa vida. A partir daí, podemos nos apropriar da real liberdade de escolha: o livre-arbítrio.

A Consciência da Inconsciência... Vamos desenvolver?Também, à medida que desenvolvemos a consciência, vamos percebendo o quanto estamos sob a influência de muitos fatores externos. Através da percepção mais aguçada, esses fatores acabam sendo consideramos sem lógica, inconsistentes e sem um real sentido, e você pode até perceber que eles aconteceram ou acontecem repetidamente na sua história e ficam em um nível inconsciente.

A aventura de autoconhecer-se nos possibilita ampliar a percepção desta existência, trazendo reais propósitos às nossas relações e quereres essenciais e, assim, a qualidade em viver a vida em sua plenitude é desenvolvida.

Neste exercício constante através da “escola da vida”, podemos desenvolver o caminho meditativo, através de uma percepção ampliada e a prática de silenciar, respirar e observar o que surge de momento a momento, sem se identificar ou se apegar a respostas limitantes.

O tempo todo temos a oportunidade de um “mergulho constante” nas dimensões que vem do inconsciente: os corpos físico, mental, emocional e espiritual.

A qualidade da atenção é uma chave fundamental para o desenvolvimento da consciência, de momento a momento, de inspiração a expiração. Aproveite para ler o artigo sobre a atenção.

Estar consciente é:

  • Ser o seu próprio observador, sem julgamentos e/ou conclusões;
  • Estar presente – no agora – de momento a momento;
  • Estar atento aos pensamentos e emoções e perceber o quanto, muitas vezes, são reativos e condicionados e como podemos melhorar a relação com eles;
  • Trazer qualidade de atenção à ação e entender quais os propósitos por trás da ação;
  • Perceber os sinais que o corpo emite (inconsciente) e também as sensações e emoções que estão circulando;
  • Olhar para dentro de si (seu SER) e perceber o tipo de frequência que está carregando.

“O inconsciente não é apenas um depósito de emoções e traumas reprimidos, mas também um ambiente de muita potência e de habilidades e virtudes que não são expressas.”

4 perguntas básicas para ampliar a consciência:

  • Onde estou?…Minha atenção está no aqui e no agora?
  • O que sinto? (Procure ampliar a percepção de emoções, sensações e sentimentos);
  • O que quero e não quero?… O que realmente importa em minha vida?
  • Quem sou eu?…Em que estágio da minha vida me encontro, o que traz sentido real para mim?

“Ampliar a consciência do que está inconsciente e trazer para o consciente é um grande portal para o despertar de quem realmente somos…”

Pensar x sentir

O consciente e o inconsciente reagem de modo diferente à mesma coisa. O primeiro é racional e lógico, o segundo é carregado de emoções e instintos

Consciência como agente de transformação e cura

À medida que vamos trazendo mais percepção e conhecimento em nossas vidas, podemos desenvolver uma consciência ampliada, despertando a qualidade do observador e podemos ir além da identificação com a mente e o corpo. Isso quer dizer despertar uma consciência expandida e transcendente de um existe “Eu”, além do corpo e mente.

“O desenvolvimento desta percepção do “Eu”, se chama Consciência…”

Estados Alterados de Consciência

Já há muito tempo a humanidade vem buscando respostas sobre o sentido desta existência. A intenção da busca por estados alterados de consciência vem com este propósito essencial.

A transcendência e o despertar de sentidos mais refinados e apurados são caminhos desenvolvidos através dos estados alterados de consciência.

Assim, além da consciência do estado de vigília, podemos ampliar a percepção através de vários caminhos distintos: prática da meditação e respiração, entonação de mantras e orações, desenvolvimento da expressão através das artes e/ou atividades esportivas, entre outros.

Conheça a Terapia do Ser, um tratamento integral que amplia o autoconhecimento alinhando sua mente e corpo às emoções e espiritualidade. Quando você participa das sessões, passa a se perceber através de um olhar desperto e amoroso e aprende a ser atento a você mesmo. Desta forma, podemos tomar decisões mais conscientes e assertivas e ter uma vida mais plena e abundante. Auto-observação amorosa é cura!

“Até você se tornar consciente, o inconsciente irá dirigir a sua vida e você vai chamá-la de destino.” C.Jung

Fonte:
https://potencialmaximoblog.wordpress.com/2016/05/25/afinal-o-que-e-consciencia/

Leave a Reply

Your email address will not be published.

três × três =

pt Portuguese
X